(11) 4266-1380 (11) 94797-6909

Como saber se uma pessoa está sob efeito de drogas?


Como saber se uma pessoa está sob efeito de drogas?

A dependência química é uma enfermidade que envolve aspectos cognitivos, comportamentais e fisiológicos. Alguns dos sintomas são facilmente percebidos. Desde que você domine algumas informações básicas, tem como saber se uma pessoa está sob efeito de drogas ou não.

Geralmente, um dos primeiros sinais é a mudança na forma como o usuário se relaciona com as pessoas do seu convívio, sejam em casa, no trabalho, nos estudos ou nos relacionamentos amorosos. E não é para menos, tendo em vista que a droga começa a tomar uma posição de protagonista na sua vida.

O grande problema é que, ao notar essa mudança, a tendência é de confrontar o dependente com agressividade. Isso só costuma fazer com que ele se retraia ou se afaste, encontrando ainda mais conforto no uso da droga.

Há, ainda, aqueles usuários que conseguem fingir que está tudo bem. Eles agem como se não estivessem dominados pelo desejo impulsivo de consumir cada vez mais a substância.

Nesses casos, os sintomas físicos são os mais indicados para tirar a dúvida. Há sinais que a droga deixa no corpo e nos pertences do viciado.

Para que você tenha uma ideia mais clara sobre como saber se uma pessoa está sob efeito de drogas, preparamos uma lista. Na sequência, você encontrará sintomas físicos e comportamentais de que alguém pode estar enfrentando problemas com a dependência química.

 

Sintomas físicos do uso de drogas

 

Cada substância entorpecente tem efeitos particulares. Sendo assim, é bastante provável que você tenha que considerar diferentes possibilidades e pesquisar um pouco mais sobre os sinais que cada droga deixa.

De qualquer maneira, há sintomas semelhantes que se aplicam a boa parte das drogas mais usadas. Logo mais você terá uma lista de sinais físicos para saber se uma pessoa está sob efeito de drogas:

  • Pupilas dilatadas ou muito menores do que o normal;
  • Olhos avermelhados ou com excesso de lacrimação;
  • Movimentos involuntários como tremores e cacoetes;
  • Alterações no sono;
  • Fala alterada, seja muito lenta ou muito acelerada;
  • Baixa tolerância à luz ou a sons altos;
  • Alterações de apetite e de peso;
  • Sudorese e alterações incomuns na temperatura corporal;
  • Redução da sensibilidade à dor;
  • Pressão arterial alterada e taquicardia;
  • Dificuldade para respirar com constipações e sangramentos nasais;
  • Diminuição nos reflexos e coordenação motora;
  • Sinais de queimadura ou manchas nos dedos e na roupa;
  • Boca seca e mau hálito;
  • Feridas e hematomas na pele.

Além disso tudo, a imagem pessoal tende a ser afetada. Em alguns casos, a pessoa apresenta descuidos com a própria higiene, passa a se vestir de formas diferentes do normal e não cuida mais de detalhes como o cabelo e as unhas.

 

Sintomas comportamentais da dependência química

 

Ainda que sejam complexos, os sinais comportamentais e psicológicos são os que mais ajudam quem busca por sintomas que permitam como saber se uma pessoa está sob efeito de drogas. Afinal, os entorpecentes têm um efeito expressivo no dia a dia e nas preferências ou prioridades do usuário.

Dentre as alterações que merecem a nossa atenção, estão:

  • Comportamento mais agressivo, com brigas no trabalho, na escola ou em casa;
  • Diminuição na produtividade em suas atividades cotidianas;
  • Pedidos frequentes de empréstimos de dinheiro, ainda que em pequenas quantidades;
  • Faltas recorrentes em compromissos importantes;
  • Perda de interesse em assunto que antes eram os favoritos;
  • Atitudes de risco, como fazer sexo sem proteção ou dirigir embriagado;
  • Baixa na autoestima e/ou excesso de autoconfiança;
  • Alterações na concentração e perdas na capacidade cognitiva;
  • Agitação, hiperatividade e fácil irritabilidade;
  • Isolamento e sintomas depressivos;
  • Mudança repentina nos círculos de amizade;
  • Ideias e comportamentos paranoides.

Esses e outros sintomas são visíveis independentemente do gênero, da idade, do status social e econômico. Por isso, é sempre bom ficar atento. Em especial, com pessoas que já têm histórico de dependência ou problemas psicológicos.

 

Procure por ajuda especializada!

 

Agora que você já tem uma ideia de como saber se uma pessoa está sob efeito de drogas, procure por ajuda especializada caso tenha suspeitas de que alguém próximo seja dependente químico. Entre em contato conosco e a nossa equipe poderá tirar todas as suas dúvidas!

Entramos em contato

Blog

O Que é Dependência Química? Qual Médico Trata Dependência Química?

O Que é Dependência Química? Qual Médico Trata Dependência Química?

O que é dependência química? Qual médico trata dependência química?

Depressão e Dependência Química

Depressão e Dependência Química

A depressão e dependência química apresentam uma relação estreita e profunda.

Saúde Mental e Relacionamento Dependência Química

Saúde Mental e Relacionamento Dependência Química

A saúde mental e o relacionamento com a dependência química é uma ligação estreita.

Aceitamos diversos planos de saúde consulte
Planos de saúde
Podemos Ajudar?